Mais de 100 mil mortes ocorreram apenas nos últimos 36 dias

Com o balanço desta quinta-feira (29), país contabiliza 401.186 mortes pela doença; mais de 13 milhões já se recuperaram

Ao registrar 3.001 mortes por covid-19 nesta quinta-feira (29), o Brasil ultrapassou a marca de 400 mil mortes causadas pela doença, de acordo com os dados enviados pelos estados ao Ministério da Saúde e ao Conass (Conselho Nacional de Secretários de Saúde). O número de novos casos diagnosticados foi de 69.389.

Com o balanço de hoje, o país contabiliza 401.186 mortes e 14.590.678 pessoas que já foram diagnosticadas com a doença. São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul são os estados com o maior número de óbitos, respectivamente.

De acordo com o Ministério da Saúde, o número de recuperados supera a marca de 13 milhões.

Segundo o Conass, a taxa de letalidade do coronavírus no Brasil é de 2,7% e a taxa de mortalidade por cada 100 mil habitantes é de 190,9. A média móvel de óbitos nos últimos 7 dias é de 2.526 e a média móvel de novos casos é de 60.386.

O Vacinômetro do R7 mostra que mais de 31 milhões de pessoas receberam a primeira dose da vacina contra a covid-19 no país, o que corresponde a 14% da população, sendo que mais de 14 milhões já receberam a segunda dose e estão completamente imunizadas.

De acordo com a plataforma Our World In Data, ligada à Universidade de Oxford, o Brasil é 12º colocado no ranking mundial de vacinação no que diz respeito à quantidade de pessoas imunizadas com a primeira dose da vacina. Em relação ao número de doses administradas, o país ocupa o 5º lugar no ranking.

Acompanhe o Vacinômetro em tempo real: