WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia

março 2021
D S T Q Q S S
« fev   abr »
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

:: 21/mar/2021 . 8:54

MINISTÉRIO DA SAÚDE AUTORIZA CRIAÇÃO DE MAIS DE 2,7 MIL LEITOS DE UTI PARA 22 ESTADOS

O Ministério da Saúde autorizou mais 2,7 mil leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) adulto em 22 estados para atendimento exclusivo aos pacientes graves com Covid-19, em caráter excepcional e temporário. Para isso, duas portarias foram publicadas, na sexta-feira (19), em edição extra do Diário Oficial da União.

A Portaria nº 499/21 autoriza 1.280 leitos de UTI adulto para o reforço da estrutura hospitalar em mais de 50 municípios nos estados da Bahia, Maranhão, Piauí, Rio Grande do Sul e São Paulo. O valor do repasse mensal será de mais de R$ 61,4 milhões.

Já a Portaria nº 501/21 autoriza a instalação de 1.499 leitos de UTI adulto em mais de 70 municípios nos estados do Acre, Alagoas, Amapá, Ceará, Espírito Santo, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Paraíba, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe, Tocantins e o Distrito Federal. Os recursos de custeio para essas unidades será de R$ 71,9 milhões mensais.

A autorização é a nova modalidade de apoio financeiro dada pelo Ministério da Saúde, que substituiu a habilitação de leitos. O governo federal arca com parte das despesas, mas agora o pagamento não é mais antecipado e sim mensal.

“A medida fortalece o Sistema Único de Saúde (SUS) e leva atendimento para a população em todo o país. Apesar de estados e municípios terem autonomia para criar e habilitar os leitos necessários, o Ministério da Saúde, em decorrência do atual cenário de emergência, disponibiliza recursos financeiros e auxílio técnico para o enfrentamento da doença. O objetivo é cuidar da saúde de todos e salvar vidas”, informou o ministério, em comunicado.

O pedido de autorização para o custeio dos leitos Covid-19 é feito pelas secretarias estaduais e municipais de saúde, que garantem a estrutura necessária para o funcionamento dessas unidades. De acordo com o Ministério da Saúde, entre os aspectos observados nas solicitações de autorização estão a curva epidemiológica do coronavírus na região, a estrutura para manutenção e funcionamento da unidade intensiva e corpo clínico para atuação em UTI.

Nessa semana, o governo já havia autorizado 1.639 leitos de UTI adulto e oito leitos de UTI pediátrica para tratamento de pacientes com covid-19. Serão atendidas 64 cidades dos estados de Goiás e São Paulo.

O presidente Jair Bolsonaro destacou as medidas em publicação nas redes sociais.

PETROBRAS ANUNCIA REDUÇÃO DE 5% NO PREÇO MÉDIO DA GASOLINA

A Petrobras anunciou nesta sexta-feira (19) a primeira queda do ano no preço da gasolina, que reduzirá em cerca de 5% o preço médio nas refinarias. O preço do diesel permanece estável.

A partir de sábado (20), o preço médio terá redução de R$ 0,14, indo para R$ 2,69 por litro. O valor do diesel continua em R$ 2,86 por litro.

O repasse dos reajustes nas refinarias aos consumidores finais nos postos, no entanto, não é garantido. Depende de uma série de questões, como margem da distribuição e revenda, impostos e adição obrigatória de etanol anidro.

BAHIA RECEBE MAIOR CARGA DE VACINA DESDE O INÍCIO DA CAMPANHA DE IMUNIZAÇÃO

A Bahia recebeu na manhã deste sábado (20), por volta das 9h, a maior carga de vacinas contra a Covid-19 desde o início da campanha de imunização. A informação foi confirmada pelo secretário estadual de Saúde, Fábio Vilas-Boas.

Ao todo, 441 mil doses desembarcaram na capital baiana para distribuição no estado, sendo 263 mil doses de Coronavac e 178 mil da vacina de Oxford.

Mais cedo, segundo o secretário municipal de Saúde de Salvador, Léo Prates, do montante que chegou à capital baiana, mais de 60 mil doses ficarão na cidade para serem aplicadas nos soteropolitanos. A expectativa, segundo ele, é chegar até a faixa etária de 70 anos ou menos ainda nesta semana.

ÓTIMA NOTÍCIA! O BRASIL RECEBE HOJE O 1º LOTE COM 1 MILHÃO DE DOSES DA COVAC FACILITY

O Brasil vai receber neste domingo (21) o primeiro lote de vacinas contra a covid-19 do consórcio Covax Facility. Serão 1.022.400 doses da Oxford/AstraZeneca previstas para desembarcar às 18h, no aeroporto de Guarulhos (SP), vindas da Coreia do Sul.

A Covax Facility é uma aliança internacional da OMS (Organização Mundial da Saúde) para  acelerar o desenvolvimento de vacinas contra a covid-19 e garantir acesso à imunização em países em desenvolvimento.

Segundo a OMS, entre as doses que chegam neste domingo, 90% têm vencimento em 31 de maio de 2021 e as demais 10%, em 30 de abril de 2021. Mais 1,9 milhão de doses devem chegar ao país até o final de março.

Neste fim de semana, o Ministério da Saúde começou a distribuição de mais de 5 milhões de doses, sendo 1.051.750 da primeira remessa de vacinas da Oxford/AstraZeneca, produzida no Brasil pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz). Outras 3,9 milhões são referentes a mais um lote da vacina produzida pelo Instituto Butantan.

Desde 18 de janeiro, quando começou a campanha de vacinação contra a covid-19 no país, foram enviadas a todos os estados e DF mais de 25 milhões de doses – mais de 13 milhões já foram aplicadas em grupos prioritários.

Para o mês de março, o cronograma enviado à pasta pelos laboratórios, sujeito a alterações de acordo com a produção das vacinas, prevê a entrega de um total de 30 milhões de doses: 23,3 milhões do Instituto Butantan, enviados em remessas semanais e distribuídas na mesma periodicidade; 3,8 milhões da vacina da AstraZeneca/Oxford, produzida na Fiocruz; e mais 2,9 milhões de doses do mesmo imunizante adquirido via consórcio Covax Facility.

Negociação de preços

O consórcio Covax Facility é uma plataforma colaborativa, subsidiada pelos países-membros, que também visa possibilitar a negociação de preços dos imunizantes. De acordo com o comunicado do consórcio, a projeção é que sejam enviadas 330 milhões de doses das vacinas da Pfizer/BioNTech e Oxford/AstraZeneca na primeira metade de 2021 para 145 países integrantes da aliança, que reúne mais de 150 nações.

Em fevereiro, a A Diretoria Colegiada da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) decidiu por unanimidade dispensar de registro ou autorização de uso emergencial vacinas contra covid-19 que o Brasil receberá por meio do consórcio Covax Facility.

A diretora Meiruze Freitas afirmou que é “oportuno e atual o momento para aprimoramento de alguns procedimentos e diretrizes da regularidade sanitária, de forma a pavimentar o caminho para promovermos uma apropriada e célere disponibilização das vacinas objeto do acordo Covax Facility por todo o território nacional”.



WebtivaHOSTING // webtiva.com . Webdesign da Bahia